Formulário

Introduza o seu nome.
Introduza um número de Telefone.
Introduza a mensagem.
×

Newsletter

Introduza o seu nome.
×


Noticias


Noticias

Newsletters
WLC NEWS

A importância de manter as emoções sob controle

A pressão do mercado não pode fazer com que você perca a cabeça
30/08/2014


Mais do que um bom currículo: hoje, para você ser considerado um bom profissional, é preciso que saiba lidar com todas as possíveis situações do cotidiano, independente de serem boas ou ruins.
“Um currículo recheado é sempre bom, mas para se ter um bom emprego é preciso mais do que isso: é preciso ter controle emocional – e não são todas as pessoas que sabem lidar com isso”, comenta o psicólogo e coach João Alexandre Borba.
Isso acontece porque as empresas querem – e precisam – de pessoas equilibradas, que saibam administrar o que acontece com elas na vida pessoal e na vida profissional, sem deixar que uma abale a outra. “As instituições precisam de pessoas que se mantenham concentradas em suas funções, e que dessa forma não prejudiquem aqueles que estão por perto” comenta o especialista.
Quando o profissional exagera nas emoções, em momentos de estresse, por exemplo, ele faz com que as pessoas próximas possam ter duas atitudes principais: ou ficam estressadas juntamente com ele – o que torna o ambiente de trabalho um caos – ou se afastem dele, pois ninguém quer conviver com uma pessoa incapaz de se controlar. “Além disso, são nessas horas que você descobre com quem poderá contar na hora da necessidade. E esse tipo de pessoa, que perde o controle, não é uma delas”, afirma.
É certo que todo mundo já passou por um momento desse, em que, por conta de algum estresse ou raiva momentânea acabou perdendo o controle, mas quando essa atitude se torna rotineira, é preciso tomar muito cuidado. “O desequilíbrio emocional, se não controlado, pode trazer problemas à família, ao trabalho e até aos amigos. Além disso, o estresse demasiado é capaz de causar problemas de saúde desde a má digestão, gastrite, insônia até dores no corpo provocadas pelo estresse”, comenta o psicólogo.
Dentro das empresas, a maioria das atividades são realizadas em grupo – ou pensando em algum resultado que envolve a todos – e, por este motivo, emoções exacerbadas e choros constantes geram problemas, já que a produtividade é prejudicada. “Ao trabalhar em uma instituição, você convive o tempo todo com pessoas e, em muitas vezes, a realização de parte das suas tarefas depende de outras”, exalta Borba.
A partir do momento em que o chefe percebe que existe uma pessoa com descontrole emocional – e que, por causa disso, prejudica a sua produtividade e a daqueles que dependem dela, – ele pode tomar a o chefe percebe que existe uma pessoa com descontrole emocional – e que, por causa disso, prejudica a sua produtividade e a daqueles que dependem dela, – ele percebe que essa não é uma pessoa confiável: e como continuar empregando uma pessoa que você não confia?
“As pessoas são contratadas por conta das suas competências e habilidades e são demitidas por causa das suas atitudes e do relacionamento com as pessoas. Ninguém quer uma bomba relógio emocional por perto”, ressalta o especialista.
Por isso, o controle emocional é tão importante. “Ao administrar as suas emoções você garante a si mesmo e aos seus próximos uma maior produtividade, felicidade e realização própria. Umas das maneiras de se organizar esta situação é convidando um Coach para realinhar este funcionário aos seus objetivos pessoais e profissionais ou, dependendo do caso e da profundidade, um psicólogo que auxiliasse o retorno do mesmo a um aior equilíbrio emocional. Viver de maneira harmonizada é a melhor solução para todos os problemas”, conclui Borba.

 


Destaques


WLC NEWS
11/12/2017

WLC NEWS
28/03/2017

WLC NEWS
28/03/2017

WLC NEWS
05/02/2016

28/04/2015

WLC NEWS
22/04/2015


 
Ctt Expresso Paypal